Reproduzindo roupas dos anos 40 [e como você pode adaptar]

28 jun

Salve Maria!

Como todas podem notar, a moda ultimamente têm visitado muito as décadas anteriores, e as coisas estão cada vez mais “vintage”. Volta e meia as revistas internacionais mais famosas trazem um editorial inspirado em qualquer década – até mesmo antes dos anos 20; as lojas refletem um pouco disso. Infelizmente, esta tendência só não consegue fazer uma coisa: substituir a calça pelas saias e vestidos nas ruas… as famosas até que aparecem de vez quando com saias e vestidos, mas quase sempre são imodestos! Nas ruas, há muitas batas e acessórios lembrando os anos 40, 50, 60 e 70: mas quanto aos vestidos… estes não são vistos.

Uma outra tendência de nossa época é também a moda puramente vintage: são blogs, Etsys, sites, lojas… tudo isto dedicado a promover ou garimpar roupas originais de décadas anteriores; comprar moldes antigos para costurar roupas tal e qual eram feitas. Nos Eua isto está uma febre!

Particularmente, penso que estas décadas passadas nos servem mais como inspiração do que como modelo rígido a ser seguido… o fato da moda estar revisitando tanto o que já passou, faz com que até seja possível usar uma roupa dos anos 40 sem modificar nada – mas em boa parte das vezes isto pode ficar muito datado. Eu  li certa vez num blog : “vestido e saia” já são vintage, pois nenhuma mulher mais usa isso com frequência [que coisa mais triste]. Se os vestidos são modestos, mesmo que sejam até bem contemporâneos nos seus cortes e cores, estarão fora do padrão de nossa época. Por isso, sou da opinião de que se inspirando em décadas passadas, devemos ter um olho bem atento para aproveitar o que o visual tem de melhor,  fazendo adaptações para que a peça se encaixe melhor nos nossos dias.

Isto não significa que eu esteja dizendo que os “padrões” atuais são melhores e mais bonitos… se eu pudesse, viveria numa época em que os vestidos fossem como os dos anos de Maria Antonietta! Mas como é impossível usá-los… o melhor mesmo é perceber como aproveitar tudo ao nosso favor… sem jamais, a despeito do mundo, descer ao nível da imodéstia! 

Os modelos abaixo foram costurados a partir de moldes autênticos dos anos 40… acompanhe a seleção e veja como é possível se inspirar nesta década, fazendo ligeiras modificações!

Vestido rosa

A moça dispensou as ombreiras ao fazer este modelo típico dos anos 40… só isso já o deixou mais atual.

Aproveite o modelo:  Este pode ser um bom modelo para fazer liso, numa cor sóbria como cinza, por exemplo. Ficará formal para muitas ocasiões do dia-a-dia. Ele precisará ser mais longo, pelo menos uns 4 dedos. Dispense as “pinças” na parte do busto, que acabam chamando atenção para esta região. Pode fazer o modelo estampado: para modernizá-lo, bastará suprimir a gola branca, fazendo-a da mesma estampa.

Abaixo, desenho de modelo similar:

***

Um vestido leve

Um vestido leve, que  precisa ter as mangas aumentadas para ficar modesto [e claro, adaptar o comprimento à sua altura]. Este modelo está ainda muito atual; o cinto amarrado na frente dá uma diferenciada. 

***

Vestido azul

Este vestido azul tem o corte exato para as ombreiras, mas a moça não está usando. 

Aproveite o modelo: o broche, bem no decote e a divisão do vestido na cintura podem ser deixados de lado se quiser deixá-lo mais contemporâneo.

***

Conjunto

Conjunto de bata branca e saia de cintura alta: populares nas classes baixas dos anos 40.

Bata com detalhe de renda é uma graça: mas a blusa interna tem de proteger mais a transparência

***

Vestido de Festa

Este vestido de festa está simples e bonito para uma ocasião especial: mas o decote em V está muito revelador. Faça-o mais fechado [e, claro, repare mais uma vez o fato de o comprimento dos anos 40 deixa a desejar].

Ele é lindo de costas!

Vestido de Cambraia bordada

Eu me apaixonei por estes vestidos de cambraia bordada dos anos 40, e já planejo fazer um para mim, com mangas até os cotovelos, e 1 palmo abaixo dos joelhos… são delicados e femininos!

***

Vestido preto de bolinhas

O modelo é como o do vestido vermelho, mas ficou lindo e um pouco menos formal com esta estampa… as mesmas recomendações de fechar o decote e aumentar o comprimento valem para este.

Com meias pretas e cardigã para dias mais frios…

Aproveitem as dicas para se inspirar em roupas vintage!

Paz!

Quem aparece nas imagens é  a Casey- AQUI. Ela ama vintage e costura ela mesma as roupas – mas lembre-se: não estou indicando uma moça católica que se interessa por modéstia.

About these ads

12 Respostas to “Reproduzindo roupas dos anos 40 [e como você pode adaptar]”

  1. Andrea Patrícia 28 de junho de 2011 at 8:40 PM #

    Ai, os de cambraia são lindos demais!

  2. Ana Maria Nunes 28 de junho de 2011 at 9:15 PM #

    Aquela bolsa que a modelo usa com vestido vermelho é crochê, diferente, nunca tinha visto!

  3. Cidalia Reis 29 de junho de 2011 at 6:45 AM #

    Ola. Adorei as sugestões. Estou em mudança do guarda roupa. Usei calças toda a vida como já tenho referido. Mas estou com um dilema e talvez me possa ajudar. Não sei como adaptar a minha roupa para o trabalho, pois trabalho com a minha mae num negocio de familia pouco comum em senhoras. temos uma loja de peças para automoveis, onde a grande maioria dos clientes são homens. Temos muitas vezes de carregar objectos pesados, levantar e baixar muitas vezes. As saias muito compridas e largas não são viáveis porque andariam quase todo o dia a arrastar pelo chão. Por outro lado, muitas vezes as peças de amostra vem sujas de oleo e outras coisas ou seja não é muito possivel usar vestidos e roupas delicadas. Até agora sempre usei jeans e t shirt larga e comprida, mas sinceramente gostava e queria de mudar… de Inverno uso uma bata por cima da roupa, ou seja, resolvo o problema. mas de verão (é verão agora aqui em Portugal) não sei o que fazer pois o calor e muito e a carregar coisas ainda é pior… Será que me pode ajudar? Obrigada. Cidália

    • lucianalachance 29 de junho de 2011 at 11:21 AM #

      Salve Maria,
      para trabalhos pesados, creio que uma saia jeans evasê com uma prega macho no meio para dar movimento resolverá o problema. Esta saia deve ser 1 palmo abaixo dos joelhos ou nas canelas. Deve ser pensada numa saia para trabalho [daí eu achar que o jeans neste caso é bastante útil, pois é rústico], e como você se abaixa muito, será seguro usar uma bermuda de algodão por baixo, que cubra os joelhos, mas não apareça quando estiver de pé; dessa forma, se sentirá mais segura por conta dos movimentos.
      O uniforme do colegio militar daqui pode lhe dar uma ideia do modelo de saia evasê com prega macho no meio:

      http://www.exercito.gov.br/image/journal/article?img_id=471414&t=1300891403166

      Note que a saia vermelha, na prega, não é aberta, mas como toda prega macho, tem pano para proteger [no caso do colégio, o lado avesso é azul]. Creio que ficará boa a saia jeans, pois ela não será justa que limite seus movimentos [daí a importância do modelo evasê e da prega], ao mesmo tempo que o tecido por si só é rígido.

  4. Cidalia Reis 29 de junho de 2011 at 11:44 AM #

    Muito, mas muito obrigada. Era a solução que eu precisava. Deus a abençoe.

    • lucianalachance 29 de junho de 2011 at 12:21 PM #

      Amém!
      Disponha!

  5. Jacqueline 1 de julho de 2011 at 11:24 AM #

    ah nem, que lindo!

  6. lize 28 de fevereiro de 2012 at 12:59 PM #

    Percebi no seu blog que vc tem um estilo classico e muito bom gosto,embora seja um pouco exagerada.Pra ser modesta não precisamos usar uma burca acho que esse salve maria que vc usa, soa um tanto fanatico.

    • lucianalachance 28 de fevereiro de 2012 at 1:56 PM #

      Olá Lize,
      talvez não tenha percebido que o blog não é apenas mais um sobre moda. O objetivo dele é tratar da moda sob uma perspectiva católica; portanto, o “Salve Maria”, faz parte do que ele é… nos comentários também poderá notar que uma boa parte das leitoras são católicas e usam o mesmo tratamento.
      O bom gosto que menciona se coaduna com este ideal católico. Não é bom gosto de um ponto de vista pessoal, mas por análise do que mais convém à dignidade da mulher católica.
      Se ainda assim não lhe parecer uma boa ideia, o mais educado é manter o respeito e evitar termos como “burca”, “fanático”, “exagerado”, pois não acrescenta nada nem a mim nem a ti.

  7. Sabrina Ferreira 2 de maio de 2012 at 8:55 AM #

    não achei os comprimentos dos vestidos curtos..eu pesquiso bastante sobre essas épocas e os vestidos eram exatamente no final do joelho e eachei todos bem dignos e nenhum que possa se dizer que está revelador demais.

  8. Nathalie Lima 14 de agosto de 2012 at 9:30 AM #

    Olá! Adorei esse blog! Muito bom pra quem quer se vestir modestamente hoje em dia. Ma-ra-vi-lho so! Obrigada por compartilhar de tuas idéias!

    • lucianalachance 16 de agosto de 2012 at 12:53 PM #

      Ma-ra-vi-lho-so saber disso! Volte sempre. Salve Maria!

Este blog tem proteção contra comentários com conteúdo impróprio e palavras de baixo calão. Críticas só construtivas. Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 6.499 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: