Tag Archives: especial anos 50

A moda nos anos 50 – Parte 2

17 dez

Nesta parte vamos falar de algumas tendências que tanto fizeram sucesso nos anos 50. Nesta época, uma grande casa de costura poderia ter entre 500 e 800 funcionários, que trabalhavam em diferentes departamentos. As costureiras trabalhavam nos tecidos finos e delicados inteiramente à mão, para criar as peças exclusivas de grandes estilistas. Abaixo, você vê uma foto de um vestido com sua respectiva “roupa de baixo”. Daí podemos ter uma idéia do volume das peças!

Vestido de seda com bordões em maquina suíça.

Este estilo tão suntuoso recebeu duras críticas no início – por conta do excesso de gastos que cada peça produzia -, mas quando a princesa Margareth adotou o New Look, ele ganhou a popularidade que hoje todos nós conhecemos.  O estilista Pierre Balmain é o dono do vestido acima, e costumava dizer que – se tratando de vestidos – a costura é o ponto principal.

Terno de lã

Este modelo representa um dos mais típicos do início dos anos 50. Aos poucos os ternos foram ficando mais coloridos e com os ombros menos rígidos. Uma jaqueta como esta – ou como a do “bar suit” – usava quase 4 metros de tecido! Imaginem quanto não levava a saia! Daí se vê que não é um estilo nem um pouco econômico.

Vestido de noite.

Nos anos 50, os vestidos eram divididos em: vestidos do dia-a-dia, vestidos de tarde formal,  vestidos de coquetéis, vestidos de semi-noite, vestidos de noite. Ufa! Parece que – a despeito de ser bastante incomum – nos altos meios da moda, ainda está em voga usar tais referências. Acima, um vestido de noite luxuoso com transparência, um atributo bastante comum, inclusive dos vestidos de noiva.

Quem não conhece o modelo de Grace Kelly?

A fotografia e as ilustrações foram importantes para a divulgação da moda nos anos 50. No entanto, esta é a parte realmente sofisticada dos anos 50. Houve também a parte “trash”: Pin-ups”, saias com o desenho de um poodle, vestidos cujo decote tinham formato de coração, calças justíssimas – ao contrário do que dizem, a calça “feminina” não demorou nem um pouco para ficar colada – extravagâncias e mais extravagâncias. Se formos considerar tudo isso, a década de 50 foi bem brega. A imoralidade era muita, e o cinema (que propagava o estilo bonachão do americano, que só quer gozar a vida) ajudou a implantar um sem número de modas e de costumes péssimos. É só pensarmos que tipo de vida levavam as estrelas de Hollywood – drogas, divórcio, amor livre, suicídio… muitas tiveram fins trágicos!

Um exagero! Vestidos assim não lembram o figurino de E o vento levou?

Este modelo tem o nome de Zemire, por conta de uma ópera de Gretri. Para você ver como o mundo da moda era soberbo! Acho difícil que a mulher conseguisse se vestir sozinha num modelo desses…

Espero que tenham gostado destas informações! Uma época de ouro para poucas, mas que podemos adaptar para a nossa realidade!

Salve Maria!


Um guarda-roupa 50’s

17 dez

Dá para ter um guarda-roupa atual e completamente inspirado nos anos 50! Separei estas peças para que você possa ter boas idéias na hora de escolher ou mandar fazer suas roupas!

Salve Maria!

N°1


 

 

N°2

 



N°3

 


 

N°4

N°5

 

N°6

 


N°7

 

 

 

N°8

 

N°9

 

 


Anos 50 na TV #2

17 dez

Esta série se passa em 1960 – e por isso os primeiros episódios são marcados por uma forte influência dos anos 50. Chama-se Mad Men. Eu nunca vi esta série – eu só descobri que ela existia agora – mas pelo que pesquisei sobre ela, com o passar das temporadas, a moda vai mudando e ficando mais anos 60 mesmo. Li o resumo na wikepedia, e a série tem uma temática bem pesadinha – intrigas, traições, divórcio, ridicularização do casamento e da mulher como esposa, mãe e rainha do lar, e por aí vai. Portanto, não recomendo e acho que não vale a pena assistir coisas assim. O que trago aqui são apenas as roupas de uma personagem, para que possam servir de inspiração para vocês. Em alguns sites vi comparações da personagem com Grace Kelly – tirem suas próprias conclusões. O nome da personagem é Betty Drapper.

Não custa recomendar mais uma vez que teus vestidos sejam sempre modestos, nunca justos demais, que tenham mangas e nada de decotes reveladores.

Fiquem com Deus!


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Anos 50 hoje

17 dez

Incrível como anos 50 voltaram! De repente, todas as celebridades surgiram vestindo modelos mais comportados – embora nem de todo modestos. Deve ser até estranho para elas andarem com tanta roupa! Bom, tão logo a moda passe, elas abandonarão os longos para vestir a nova febre, seja ela qual for. Quanto a nós, serve para que possamos ver como a moda é passageira! Não adianta nos preocuparmos hoje se estamos “fora de moda” porque estamos nos vestindo com modéstia… de repente a moda resolve que agora vai aumentar o tamanho de tudo, e lá vão as mulheres atrás desse padrão só porque dizem que agora é “tendência”. E a tendência da vez parece ser o “ladylike” (ou talvez eu esteja atrasada… rs)

Isto fica muito claro com as celebridades… basta ver como elas não tem qualquer personalidade: hoje vestem um vestido curtíssimo e decotado; na semana seguinte desfilam como se fossem as mais recatadas das mulheres em modelos elegantes e decentes.

Ao contrário da maioria delas, nossa escolha pelas roupas modestas não é um mero “fetiche”. No entanto, dependemos da moda para comprar nossas roupas – e vemos o quanto é difícil achar uma saia longa, por exemplo, ou um vestido com mangas! Tem coisas que a moda produz muito, muito pouco, porque ela própria tem seu padrão, que faz com que você encontre sempre uma saia de determinado tamanho, ou uma blusa com determinada manga. Algumas pessoas se vangloriam de “não ter padrões estabelecidos para se vestir”, e dizem que vestem “de tudo”. Isso é mentira. Você pode até não ter padrões, mas a moda tem. Se uma mulher se vangloria de poder usar “todos os tamanhos de saia”, eu garanto que ela tem muitas de um mesmo tamanho, e algumas poucas de outros – que deram algum trabalho para serem encontrados. Isso fica muito claro quando se decide: só vou usar saias abaixo do joelho. Experimenta: é um desafio! Ou seja: a maioria das pessoas – quer queira, quer não, tem padrões muito rígidos (os da moda atual).

Após essa breve reflexão, vejamos como a moda trouxe de volta os anos 50 – e até mesmo uma parte muito boa dele. Claro que eles colocaram MUITOS decotes em vestidos, fizeram alguns abusos… mas muita coisa se salva também. Me pergunto quando é que as lojas de departamento vão aderir a esta moda! Facilitaria bastante, já que nas grifes esses modelos são caríssimos!

De qualquer forma, estas peças servem para que se veja como providenciar as suas roupas inspiradas nos anos 50, prestando atenção nos volumes, cortes, etc. E também servem para que possamos nos sentir um pouco menos excluídas por usarmos “outros padrões”. Uma conhecida costumava dizer que estes vestidos longos, com estas mangas pelos cotovelos… eram “cafonas e ultrapassados”. Literalmente ridicularizava quem se vestia com a modéstia que propomos aqui, que eram coisas “do passado”. Qual não foi a surpresa quando o “ladylike” apareceu e ela começou a querer se enquadrar na moda… pobres almas! Ficam tão preocupadas hoje em não adotar determinado padrão porque ninguém usa mais – e amanhã estão vestindo e amando o que rechaçaram.

Inspire-se nestes modelos e veja como aproveitar algumas idéias!

 

A parte das costas deste vestido é imodesta, por isso quando for fazer para você, o melhor é que a frente seja em decote canoa, e não tão alto como está na foto. Está assim porque a parte de trás é bem aberta. Este é um modelo típico dos anos 50, mas sem o volume muito grande.

Desta vez o volume é menor, e eu dispensaria essa barra, que deixou o vestido com cara de relaxado. Se você é branquinha, não use nude (por razões óbvias)

Usado sem marcar a cintura, o corte dele está muito bem feito – ideal para muitas ocasiões, como trabalho ou mesmo uma festa. Depende do tecido e da estampa que vai escolher.

Para os dias frios, sair com sobretudo é uma boa opção. A core deste está muito linda!

Lindo conjunto, com saia rodada e volumosa, com esta blusa de mangas longas… não use, porém, uma blusa tão justa como essa. Ela precisa estar ajustada – e não justa. Afinal, durante o dia você vai se movimentar.

Mais saias volumosas. O de cima: se a peça tem furos, o uso de uma camisa por dentro é obrigatória.

O modelo abaixo: a blusa interna é muito, muito baixa. Deve ser uma tomara-que-caia. Use uma blusa normal, que proteja bem esta região.

 

Achar uma blusa dessas é difícil! Mas o efeito ficou interessante e este conjunto no tom cinza está lindo!

Luvas: não dá mais para usar… ainda mais se você não é rica e famosa como uma celebridade, que vivem nesses meios excêntricos, onde uma luva como essas é “normal”.

Lindo vestido, bem anos 50, com um volume ideal para guiar você na hora de fazer os teus vestidos. O azul marinho é uma cor que fica bem em quase tudo!

Não gostei dos sapatos – o salto está enorme e a aparência dele é meio grotesca – mas a roupa está simples e útil para o dia-a-dia.

Lindos conjuntinhos para o dia-a-dia. O primeiro está muito meigo; do segundo eu só tiraria o excesso de enfeites na saia.

Espero que tenham gostado e que sirvam para você!

Salve Maria!

Galeria 50’s #2

16 dez

Mais uma galeria para você que gosta dos anos 50!


 

Dois modelos bem parecidos que podem ser usados por você! Lindos e delicados.

Só não cabe – hoje em dia – mulheres adultas usarem este lacinho… acho que fica bom apenas para moças até os 16 anos.

Este conjunto monocromático é muito meigo. Twin-set e saia mais reta, com acessórios delicados. Continua atual.

Modelo clássico, com muito volume na saia. Diminuindo um pouco do volume, pode ser uma boa opção para festas. Não faça com este decote tão fundo.

Outro modelo que pode ser usado hoje em dia! Só tome cuidado para não fazer muito apertado na parte do busto. O ideal é que esta cintura marcada não ficasse tão para cima.

Meigo conjunto de vestido e bolero. Fazendo menos volumoso, pode ser uma opção para você.

Atual, pode ser feito tal como está na foto.

Este modelo – sem volume na saia – pode ser usado sem problemas. Só não faria amarelo assim.

Estampado e volumoso!

Super elegante e feito de lã, não precisa de adaptações.

 

Espero que tenham gostado! Aguardem os próximos posts!

Salve Maria!


Um vestido de noiva

16 dez

Estas são fotos de um casamento realizado este ano, com um vestido autêntico da década de 50. Uma pena que houve um tanto de avacalhação por parte dos noivos, que longe de serem pessoas sérias, fizeram do próprio casamento um fetiche. Está aqui.

De qualquer forma, o casamento foi válido – numa igreja! – e o vestido é realmente muito bonito. Deixo-as com as fotos, para que vocês possam ver todos os detalhes deste modelo!

Salve Maria!

 

 

 

 

 

Anos 50 na TV

16 dez

Ainda bem que essa novela nem passa mais, pois não quero incentivar ninguém a ver TV, e muito menos novelas! Eu não vejo TV, que fique bem claro. De qualquer forma, pesquisando a década de 50 vi que esta novela da Globo se passou nesta época, e por isso separei alguns figurinos. O interessante é que eles adaptaram os modelos: perceba que os vestidos não são tão volumosos – o que é bom para você que deseja igualmente adaptar os vestidos da década 50.

A novela foi “Ciranda de Pedra”. Pelo que percebi, há vários estilos para as diferentes personagens. Inclusive há umas bem “liberais”, mas não as escolhi. Servem apenas para vermos as péssimas tendências da época!

Observem que há muitos modelos sem mangas… para estes casos, recomenda-se vivamente que se usem vestidos COM mangas.

Salve Maria!

 

 

 

 


Estes decotes estão fundos, deveriam estar mais para cima.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 6.479 outros seguidores