Visual de fim de tarde na Primavera

Aproveite um vestido sem manga florido para criar um visual modesto, investindo nos acessórios. Como o modelo abaixo era um tanto curto, uma saia preta de pano fino foi colocada por baixo, para dar a idéia de um forro que funciona como barra (note que mesmo assim, passou dos joelhos por 1 triz!). Se possível, deixe a produção mais longa. De qualquer forma, a idéia é válida para você aproveitar uma peça.

No fim da tarde, quando mesmo nos dias quentes é possível se refrescar com o vento, um cardigã bege resolve o problema das peças sem manga. Veja que lindo ficou o visual com o chapéu delicado:

Sapatos, Cinto, Chapéu: tudo combinando! O passeio será agradável, com toda certeza!

Note o colar  e a maquiagem: bem feita e leve, ela não pesou o rosto, ao mesmo tempo em que completou o ar clássico na produção.

Com detalhes assim, é possível reunir inspiração para estar modesta combinando as peças – enquanto seu guarda-roupa não se torna ideal, vá adaptando o que já tem, de maneira que fique arrrumado.

Se você gostou do visual, pode criar algo parecido; sugiro que seu vestido já tenha mangas, pois dessa forma poderá usá-lo igualmente de outras formas.

Combina com as estações quentes!

Salve Maria!

Anúncios

3 comentários sobre “Visual de fim de tarde na Primavera

  1. “Parecer arrumada”, eis a questão!

    Parecer arrumada é algo que vai além do próprio cuidado com a roupa. Passa pela pele, pelas unhas, pelos cabelos…

    E como passa por essas questões, mtas vezes passa tbm por um padrão de beleza ou um padrão do que é aceitável atualmente na aparência das mulheres.

    Por exemplo: tenho cabelos armados. Escolho o melhor xampu possível, uso creme pra pentear, faço hidratação toda semana, prendo qdo eles estão rebeldes demais… Enfim. Mesmo assim, certa vez ouvi de uma amiga que meus cabelos eram mto bonitos, mas que ela achava que precisava cuidar melhor deles. Isso pq hj em dia o “normal” é fazer escova progressiva pra alisar ou minimamente recorrer a químicas semelhantes pra controlar o volume os chamados frizz. Isso, é claro, sem contar as colorações.

    Certa vez, na única formação da Julie Maria que assisti, ela falou logo no início que além da modéstia das roupas, existe tbm a modéstia da pele e dos cabelos, mas que ela se deteria naquele dia apenas na modéstia das roupas.

    Eu sinto mto falta de ter mais informações sobre isso. Obviamente o caso das roupas é mais urgente, hj em dia é gritante a exposição do corpo feminino, que deve ser preservado. Porém, a aparência da mulher vai além disso.

    Vc perguntou nos comentários há alguns posts atrás o que nós gostaríamos de ver nesse blog. Não sei se o espaço seria este blog, ou o novo apostolado que surgirá, ou (sabendo que vc tem contato com a Andrea) o blog dela, que trata de questões mais amplas que unicamente as vestes… Eu gostaria mto de sber mais sobre a modéstia dos cabelos e da pele. O que é necessário fazer? O que é lícito fazer? Quais cuidados podem ser tomados, e quais denigrem a imagem da mulher?

    Podem parecer coisas simples e óbvias, mas não são. Colorir os cabelos é lícito? Usar uma química ou outros artifícios que mudam algo da estrutura dos cabelos pra manter a aparência deles mais “comportada” é lícito, ou isso tudo é ir contra a imagem que Deus projetou para nós? Pintar as unhas de cores escuras é algo que deve ser evitado (minhas unhas sempre chegam sujas ao fim do dia, por mais que eu mantenha uma higiene impecável. Uso esmaltes escuros pra disfarçar isso, e nunca sei se estou agindo bem)? São questões que ficam no limite, e eu sinto mta falta de orientações a esse respeito.

    Desculpe colocar esse texto imenso nesse comentário, rs… Estava com essas coisas na cabeça e acabei aproveitando a deixa do “parecer arrumada” pra colocar as minhas questões!

    1. Salve Maria, Thais!
      Agradeço pelos comentários, você trouxe questões enriquecedoras… são muitas para serem respondidas aqui, mas decididamente são importantes. Por ser tão importantes questões, creio que é preciso investigar muito, principalmente sobre o que santos como São Tomás de Aquino disseram. Tentarei escrever um texto sobre isso, que deve sair no novo apostolado – que sairá em breve. Não sabemos ainda a data, mas já está sendo feito – é um longo trabalho,pois somos nós (Vlad e eu) que estamos montando tudo no site… não vamos nem esperar tudinho, caso contrário seria uma longa espera. O que eu puder, adiando por aqui… por isso, vou ver o que já tenho sobre o assunto, para embasar e não responder qualquer coisa… nesses assuntos é preciso ter muita cautela, pois de fato existe a perfeição (que, em tese, seria não fazer uso de nenhum artifício para modificar a nossa aparência), mas por outro há o fato de que somos mulheres com intenção de casamento ou casadas, o que modifica um pouco as coisas. A chamada “vida perfeita”, sabemos, é a religiosa, por isso temos de ter cuidado para não exigir um padrão que poderia trazer algum prejuízo para a vida conjugal.
      Espero poder conversar sobre esse assunto com todas nós, em breve, num texto – que, com toda certeza precisará de diálogo.
      Fique com Deus!

Os comentários estão desativados.