Anos 50 hoje

Incrível como anos 50 voltaram! De repente, todas as celebridades surgiram vestindo modelos mais comportados – embora nem de todo modestos. Deve ser até estranho para elas andarem com tanta roupa! Bom, tão logo a moda passe, elas abandonarão os longos para vestir a nova febre, seja ela qual for. Quanto a nós, serve para que possamos ver como a moda é passageira! Não adianta nos preocuparmos hoje se estamos “fora de moda” porque estamos nos vestindo com modéstia… de repente a moda resolve que agora vai aumentar o tamanho de tudo, e lá vão as mulheres atrás desse padrão só porque dizem que agora é “tendência”. E a tendência da vez parece ser o “ladylike” (ou talvez eu esteja atrasada… rs)

Isto fica muito claro com as celebridades… basta ver como elas não tem qualquer personalidade: hoje vestem um vestido curtíssimo e decotado; na semana seguinte desfilam como se fossem as mais recatadas das mulheres em modelos elegantes e decentes.

Ao contrário da maioria delas, nossa escolha pelas roupas modestas não é um mero “fetiche”. No entanto, dependemos da moda para comprar nossas roupas – e vemos o quanto é difícil achar uma saia longa, por exemplo, ou um vestido com mangas! Tem coisas que a moda produz muito, muito pouco, porque ela própria tem seu padrão, que faz com que você encontre sempre uma saia de determinado tamanho, ou uma blusa com determinada manga. Algumas pessoas se vangloriam de “não ter padrões estabelecidos para se vestir”, e dizem que vestem “de tudo”. Isso é mentira. Você pode até não ter padrões, mas a moda tem. Se uma mulher se vangloria de poder usar “todos os tamanhos de saia”, eu garanto que ela tem muitas de um mesmo tamanho, e algumas poucas de outros – que deram algum trabalho para serem encontrados. Isso fica muito claro quando se decide: só vou usar saias abaixo do joelho. Experimenta: é um desafio! Ou seja: a maioria das pessoas – quer queira, quer não, tem padrões muito rígidos (os da moda atual).

Após essa breve reflexão, vejamos como a moda trouxe de volta os anos 50 – e até mesmo uma parte muito boa dele. Claro que eles colocaram MUITOS decotes em vestidos, fizeram alguns abusos… mas muita coisa se salva também. Me pergunto quando é que as lojas de departamento vão aderir a esta moda! Facilitaria bastante, já que nas grifes esses modelos são caríssimos!

De qualquer forma, estas peças servem para que se veja como providenciar as suas roupas inspiradas nos anos 50, prestando atenção nos volumes, cortes, etc. E também servem para que possamos nos sentir um pouco menos excluídas por usarmos “outros padrões”. Uma conhecida costumava dizer que estes vestidos longos, com estas mangas pelos cotovelos… eram “cafonas e ultrapassados”. Literalmente ridicularizava quem se vestia com a modéstia que propomos aqui, que eram coisas “do passado”. Qual não foi a surpresa quando o “ladylike” apareceu e ela começou a querer se enquadrar na moda… pobres almas! Ficam tão preocupadas hoje em não adotar determinado padrão porque ninguém usa mais – e amanhã estão vestindo e amando o que rechaçaram.

Inspire-se nestes modelos e veja como aproveitar algumas idéias!

 

A parte das costas deste vestido é imodesta, por isso quando for fazer para você, o melhor é que a frente seja em decote canoa, e não tão alto como está na foto. Está assim porque a parte de trás é bem aberta. Este é um modelo típico dos anos 50, mas sem o volume muito grande.

Desta vez o volume é menor, e eu dispensaria essa barra, que deixou o vestido com cara de relaxado. Se você é branquinha, não use nude (por razões óbvias)

Usado sem marcar a cintura, o corte dele está muito bem feito – ideal para muitas ocasiões, como trabalho ou mesmo uma festa. Depende do tecido e da estampa que vai escolher.

Para os dias frios, sair com sobretudo é uma boa opção. A core deste está muito linda!

Lindo conjunto, com saia rodada e volumosa, com esta blusa de mangas longas… não use, porém, uma blusa tão justa como essa. Ela precisa estar ajustada – e não justa. Afinal, durante o dia você vai se movimentar.

Mais saias volumosas. O de cima: se a peça tem furos, o uso de uma camisa por dentro é obrigatória.

O modelo abaixo: a blusa interna é muito, muito baixa. Deve ser uma tomara-que-caia. Use uma blusa normal, que proteja bem esta região.

 

Achar uma blusa dessas é difícil! Mas o efeito ficou interessante e este conjunto no tom cinza está lindo!

Luvas: não dá mais para usar… ainda mais se você não é rica e famosa como uma celebridade, que vivem nesses meios excêntricos, onde uma luva como essas é “normal”.

Lindo vestido, bem anos 50, com um volume ideal para guiar você na hora de fazer os teus vestidos. O azul marinho é uma cor que fica bem em quase tudo!

Não gostei dos sapatos – o salto está enorme e a aparência dele é meio grotesca – mas a roupa está simples e útil para o dia-a-dia.

Lindos conjuntinhos para o dia-a-dia. O primeiro está muito meigo; do segundo eu só tiraria o excesso de enfeites na saia.

Espero que tenham gostado e que sirvam para você!

Salve Maria!

Anúncios

9 comentários sobre “Anos 50 hoje

  1. Salve Maria Imaculada.

    Gostei muito do primeiro modelo, gosto de estampado com flores, fica bem delicado(é preciso escolher a estampa), no caso do vestido citado, acho que dá pra fazer com a gola canoa do jeito que está, atrás acompanharia o mesmo tamanho, fechando com zíper.

    Esse pano preto de fundo ficou muito bonito, combinando com o cinto.

    Tenha um bom dia.

    Letícia

  2. Que lindos, Lu!, Adorei o azul marinho e a saia rosa rodada…

    Ah, e branquinhas podem usar nude sim, só tem que ver o tom da pele (Se é mais rosadinho ou mais amarelinho) para escolher o tom certo de nude, e de preferência, colocar alguma corzinha nos acessórios. =)

    Sobre a moda, as pessoas são mesmo cegamente guiadas por elas… Eu costumo dizer que a moda lançou uma peça esses tempos que foi SÓ para provar o seu PODER sobre as pessoas… Aquelas detestáveis calças “Saruel”. Porque conseguir fazer tantas mulheres usarem algo tão feio é um poder tremendo!

  3. Amei, seu site esta maravilhoso, também concordo com esta maneira de se vestir, em que torna a mulher decente e feminina, coisas que não se vê mais por aí… procuro me aproximar o mais que posso disto, é muito bonito, continuemos assim, na contra mão do mundo. Abraços , Deus te Abençoe!! Vanja Laís

Este blog tem proteção contra comentários com conteúdo impróprio e palavras de baixo calão. Críticas só construtivas. Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s