Indo na costureira: você vai!

Hoje damos início a nossa Semana Especial “Indo na costureira”!

Com posts para inspirá-la a encomendar suas próprias roupas modestas… nós temos visto muitas sugestões de vestidos, saias e outras peças modestas por aqui, mas… ainda assim parece difícil para algumas moças conseguir sair com um vestido do jeito que querem…

Não ignoramos que, para quem nunca mandou fazer uma blusa na vida, ir na costureira parece trabalhoso demais. O primeiro obstáculo a se vencer é a preguiça! Ânimo: quanto mais cedo a gente começa, já se acostuma, e acredite: não consegue mais viver sem. 

Muitas mulheres tem razões diferentes para encomendarem suas roupas na costureira… mas poucas são aquelas que podem dizer que têm um guarda-roupa exclusivamente, ou em sua grande maioria, providenciado dessa forma. Nosso motivo aqui é a modéstia: o fato de que, infelizmente, não dá para encontrar as roupas que queremos nas lojas. Em outros países – como EUA – até dá [basta ver que muitas das nossas sugestões do blog vem de lojas americanas], mas por aqui a coisa é diferente. Não estou dizendo que você não vai achar nas lojas um vestido longo, de mangas… até acha. Mas o caso é que as opções são tão poucas, que quase sempre a gente acaba levando a peça não porque gostou MESMO, mas porque ela atende ao nosso padrão, pelo menos… 

As poucas opções também acabam levando a gente a se vestir eternamente com adaptações… uma saia meio justa, meio nos joelhos, a blusa por dentro para esconder o decote, o cardigã para cobrir os braços… e, sem perceber, podemos passar muito mais tempo do que deveríamos sendo “meio-modestas”… o período de adaptações é super-válido, mas chega uma hora em que a gente precisa fazer um esforço maior por Nossa Senhora, e começar a correr atrás de roupas que guardem nosso pudor, e nos tornem mais próximas de nossa querida Mãe.

Abrir o guarda-roupa e simplesmente pegar um belo vestido modesto para sair é gratificante… hoje, muito tempo depois de largar as calças, de sempre usar uma roupa com manga, e de ter meus joelhos cobertos… posso dizer que meu corpo criou “zonas de proteção”. Simplesmente não consigo mais sair com uma peça que deixe estas partes reveladas… outro dia usei uma saia antiga minha, que não chegava a cobrir os joelhos, para fazer a faxina da casa… eu sentia os meus joelhos o tempo inteiro… cria um desconforto enorme!

Ir na costureira não é tão difícil… vamos supor que o mundo estivesse organizado de tal forma, que todas as famílias recebessem as compras do mercado em casa, sem precisar escolher nada. Uma moça que se dispusesse a, nesse mundo, comprar ela mesma os alimentos teria de aprender o básico – coisinhas à toa, como saber se um tomate está bom, quais as diferenças das marcas do sabão em pó… coisas que nós fomos aprendendo ao longo dos anos, com nossas mães.  Já que as mulheres foram perdendo o costume de encomendar as próprias roupas, falar de tecidos, tipos de botões e modelos de saias se tornou algo completamente alheio… e isso dificulta bastante para quem está começando. Foi assim comigo!

Costurar é uma coisa tão legal, que talvez a gente sinta vontade é de aprender o ofício, e não simplesmente mandar fazer… eu pretendo! Mas… existem aquelas que não nasceram para a coisa, não tem tempo, disposição… enfim… e é preciso ter as nossas roupinhas modestas, do jeito que queremos! Esta semana não será um “curso intensivo” de como encomendar suas roupas, pois não é para tanto! Não duvido que exista algo desse tipo – se calhar, é até algo surpreendente – mas eu não sou uma expert, e nem quero fazer a coisa parecer tão difícil que espantará as moças… rs… são apenas alguns passos que serão utéis para quem está no “zero”: e muito, muito incentivo, conversa, dicas, modelos… na verdade, esta é uma pequena introdução à um aspecto do mundo feminino que nos é tão distante, apesar de básico. Se alguma senhora, bastante experiente nesses assuntos, achar que estou “metendo os pés pelas mãos”, me avisa? Eu comecei isso há pouco tempo… errei muito no começo, e me disseram que agora eu estou acertando! Rs…. espero comentários e colaboração de todas que passam por aqui.

Mas, o que podemos esperar desta semana?

Muitas coisas legais, para facilitar a nossa ida na costureira… entre muitas outras coisas – e não necessariamente nesta ordem – vamos:

***

1 – Aprender um pouco sobre tecidos

Afinal, é você quem irá comprar os tecidos para as tuas roupas… que tecido fica bom com saia godê? Quais os tecidos do inverno? E para as estações quentes?

***

2 – Diferenciar os tipos de saias, decotes, modelos

Quando a gente aprende que tipo de saia a gente quer, fica mais fácil ver um modelo numa foto e pedir para copiar, não é? A conversa com a costureita também fica mais fácil quando a gente se “familiariza” com alguns termos…

***

3 – Conhecer os principais itens do armarinho para compor nossas peças com detalhes interessantes

A ida nas lojas de tecidos dificilmente dispensa a ida no armarinho… até porque nós, que encomendamos nossas roupas, também somos um pouco “estilistas”, né? Então, vale a pena ir sabendo o nome das coisas, para fazer vestidos, blusas e saias mais bonitas!

4 – Muitas idéias de roupas modestas para mandar fazer na costureira


Vestidos, saias, blusas… separe as peças que você gostaria de ter logo no seu guarda-roupa modesto e providencie na costureira. Vá deixando outras na sua lista de espera – se puder, inclua uma pecinha por mês… no próximo Natal do Menino Jesus, você já estará digna de usar apenas roupas modestas!

E então? Que te parece tudo isso? Já começou a procurar uma costureira na sua cidade? Acho bastante útil, uma vez que – depois desta semana – você vai encomendar as suas roupas!

Fique por aqui e acompanhe uma semana preparada especialmente para você andar com toda a modéstia, a exemplo da Santíssima Virgem!

Salve Maria!

Anúncios

13 comentários sobre “Indo na costureira: você vai!

  1. Ótima idéia de post, Lu!! Gostei deste primeiro, os demais devem ser muito legais, você é muito inspirada 😀

    Eu estou querendo comprar uma máquina fotográfica (por incrível que pareça, não tenho!!) para fotografar as saias, blusas e vestidos que quero fazer para mim, tipo passo-a-passo. De repente, as meninas que querem se aventurar pelo mundo da costuram podem se animar e até mesmo, quem sabe, aprender um pouquinho de ver as fotos e a construção das roupas. No futuro, quem sabe, eu consiga uma câmera para fazer isso! Esse é um projeto meu que está sendo pensado há algum tempinho já, espero que eu consiga fazê-lo!

    Realmente, para ter tudo 100% modesto, só indo na costureira mesmo. Eu sinto como você, tem coisa que não é 100% modesta, e a gente acaba ou meio que “aceitando” ou “adaptando” o tempo todo, e isso é ruim, pois deixa a gente meio relaxado também. Eu já abandonei todas as roupas que eu julgo serem imodestas, mas ainda tenho algumas blusinhas cujos decotes estão um pouco a mais do que deveriam ser e o comprimento da manga já está “ficando curto”, embora seja na metade do braço. Eu sinto necessidade de fazer uma manga maior e ter blusas com decote pequeno, tipo careca ou que fique no poço do pescoço, como recomenda o Cardeal Sbaretti. É interessante que, antigamente, eu não me preocupava com isso, achava que estava bom do jeito que estava. Mas a cada dia essas mínimas coisas têm me incomodado, especialmente quando vou à Igreja ver Nosso Senhor. Ao meu ver, isso é bom sinal, esse “incômodo” por causa das roupas. Porém, por causa do mestrado que estou fazendo, estou quase que sem tempo e aí não posso costurar. Quando tiver uma folguinha, vou começar a fazer as minhas roupas. Se até lá eu tiver a máquina fotográfica, farei as postagens passo-a-passo! A primeira saia que quero fazer é em corte godê, em tricoline. Vamos ver se eu acerto!

    Beijos e fica com Deus!

    1. SM!
      Espero que você consiga logo essa máquina fotográfica… divide no cartão… hehehe… pois será de bastante ajuda mesmo mostrar o passo a passo de umas roupas… eu não vejo a hora de aposentar umas peças minhas, pois como esses últimos 2 anos foram de muito apertoo…. não deu para se livrar de tudo. As peças até que estão modestas: só estão um pouco feinhas… hahahahaha… agora, no segundo semestre, se DEUS quiser, eu vou entrar num curso de corte e costura sim, fazer os meus vestidos!
      Vamos formar novamente “A associação de costureiras católicas”, como tinha em Portugal, umas décadas atrás….
      fique com Deus!

  2. Salve Maria!
    Oi Luciana! Em primeiro lugar, gosto muito do seu blog e estou super empolgada pra ver o que vc vai nos falar essa semana. Na verdade já gostei do que você postou. E como prova vou começar a procurar uma costureira aqui na minha cidade; mas o que eu pretendo mesmo é aprender a costurar para fazer minhas proprias roupas modestas. Mas até lá…é melhor eu ir na costureira mesmo. Obrigada pelas dicas e modelos de roupas. Que Deus e a Virgem Maria te abençõe!bjos

    1. Obrigada, Solange… todas nós, que estamos aprendendo a costurar, vamos formar a Associação de Costureiras católicas… rs… já estou combinando com a Melissa!
      Beijos

  3. Salve Maria!

    Ah, eu também tenho umas peças que me incomodam, manga não tão modesta assim, saia no joelho que sobe quando senta, =/
    O início é sempre apertado, né? Uma correria, espero que livrar destas peças também e um dia quero entrar para a Associação, rs

    Uma inspiração essa semana, no aguardo das próximas postagens ^^

  4. Peço licença para vir aqui ver essas postagens. Apesar de ser homem, tem uma coisa que devo fazer: Ver a quantas anda a Tradição entre os Católicos e Católicas. E por causa disso visito os blogs e sites da Irmandade dos Blogs Católicos. Parabéns pela iniciativa e pela coragem de publicar um brado em favor da modéstia cristã.

Este blog tem proteção contra comentários com conteúdo impróprio e palavras de baixo calão. Críticas só construtivas. Obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s