[Teus Vestidos Retrô]: Como se usavam anáguas

Muitas pessoas desejam saber como se obtinha aquele efeito super rodado dos vestidos “new look” dos anos 50… muito pano, volume, godê e … uma boa anágua. Anáguas podem mudar o estilo do vestido, dependendo de como ela é por baixo. Para que a gente conheça o modo como isso era feito, eu traduzi e adaptei este tutorial. Boa leitura!

Vejamos algumas respostas de como usar a anágua correta com a saia/vestido correto.

Uma coisa a ser observada é o tamanho da anágua. Se ela for menor do que o vestido, irá “quebrar” o comprimento do mesmo. Veja o exemplo nas imagens abaixo:

Muitas vezes, se fazia necessário usar não uma, mas várias anáguas para obter o efeito desejado. Abaixo, o autêntico vestido dos anos 50 e as três anáguas que, usadas juntas, dão o efeito desejado:

Um visual autêntico dos anos 50, no entanto, não deveria deixar a barra da anágua à mostra.

A seguir nós temos um vestido típico do final dos anos 50, início dos 60; saia semi-rodada, menos cheio e mais curto que o anterior.

Com a anágua acima, é possível adicionar um pouco de volume, usando apenas uma camada:

Agora, um exemplo de como se pode exagerar no uso da anágua, adicionando um volume extra de camadas. Perceba como o vestido – que não requer tanto volume, pelo fato de não ser tão amplo – parece esticado e cheio de “gomos” com a anágua errada:

Havia também a chamada “saia de círculo” nos anos 50, que era bastante aberta, como um guarda-chuva. O segredo era a anágua correta!

O efeito:

Não é possível ter o efeito correto dos vestidos dos anos 50 sem a anágua ideal!

Anáguas decoradas: aproveite para as suas saias e vestidos.

Hoje falaremos de uma idéia interessante para tornar seu visual mais modesto: as anáguas decoradas.

Como a maioria de nós sabe, a anágua é uma espécie de saia usada por baixo da roupa – é portanto uma peça íntima – que tem a excelente serventia de evitar que nossas saias fiquem transparentes, da mesma maneira que adicionam à elas um volume extra.

Uma “anágua decorada” será assim chamada pelo fato de que a sua barra irá aparecer para desempenhar uma função: tanto estética (deixar uma saia mais bonita), como modesta (deixá-la mais longa).

Vamos supor que a moça tenha no guarda-roupa algumas saias aposentadas, pelo fato de que terminam na altura dos joelhos, ou não os cobre por um triz: é para estes modelos que a nossa anágua decorada terá especial serventia – já que se a saia for curta demais, o resultado não será bom. 

Vejamos um exemplo:

Esta anágua é feita com um material de forro comum [por exemplo, musselina, organza, cetim – tecidos frios; ou flanela – tecido quente] e costurada com um bico francês na barra. Você também pode fazê-la com um tecido 100% algodão [sugestão da Marisa 🙂 ], pois dessa forma, não esquenta muito. Há moças que ficam na dúvida sobre que tecido usar para anágua: há muitas possibilidades. Porque, na verdade, vai depender do seu gosto e necessidade – não é preciso fazer com um tecido “baratinho” só porque ela não vai aparecer… o tricoline ou a cambraia não são caros, e você pode usar tranquilamente; investindo em algo melhor, durará mais.

 O bico pode ser encontrado de quase todas as cores, mas branco combina com tudo.

Veja o resultado na foto, usada com um vestido por cima:

O bico de perto:

Com camadas de bicos:

Deixando a saia mais longa com o modelo acima:

Como puderam ver, o resultado ficou bonito e delicado, de modo que acrescenta mais ou menos 3 a 4 dedos no comprimento da sua saia ou vestido.

Outro exemplo:

Percebam que há uma gama de opções quando se trata de fazer a sua “anágua decorada”: esta barra foi feita com um tecido e decorada com outro franzido [atualmente é possível encontrar esta decoração pronta, com vários temas, em grandes armarinhos]. Desta vez a barra foi maior, acrescentando pouco mais de 1 palmo de comprimento: ideal para as suas saias imodestas que terminam exatamente antes dos joelhos!

Para uma anágua feita com tecido estampado, escolha bem o tema da estampa, que combine com a peça que está tentando recuperar… esta, por exemplo, ficaria bom com um vestido branco, preto, cinza ou bege. Tenha isto em mente quando planejar a sua!

Também é uma idéia divertida para as moças na adolescência… e também servirá para que elas providenciem uma maneira rápida de andar com modéstia. A moça pode ter no seu guarda-roupa algumas dessas saias facilmente encontradas nas lojas – que não chegam a cobrir os joelhos – e para não perdê-las pode encomendar uma anágua semelhante. Pois não sairá caro mandar fazer uma; além do mais, a anágua não aparecerá senão na barra, de modo que nem será preciso ser muito exigente em matéria de costureira. Tenho certeza de que a primeira que encontrar poderá resolver o assunto!

Observem como a saia ficou mais longa:

Veja esta:

Um tecido nobre pode ser igualmente usado na sua anágua decorada. Uma outra razão para tê-la é o fato de que alguma saia ou vestido vendido numa loja de departamento pode lhe interessar e ser realmente em conta para acrescentar no seu guarda-roupa modesto. [Não negamos que às vezes comprar pronto é realmente prático ]. Só que mais uma vez… o comprimento da peça vendida na loja não é satisfatório! A anágua decorada poderá ser uma solução – isto, obviamente, se a peça vendida não for curta demais (ela deve estar no padrão que descrevemos anteriormente).

Recuperando um vestido:

Detalhe aqui:

Outra cor:

Para as meninas pequenas, a anágua também ficará uma gracinha… e o vestido não ficará curto! Até mesmo os vestidos delas sofrem com a imodéstia! É preciso acostumar desde cedo as filhas com o padrão correto e bom; pois isso ajudará a desenvolver seu senso de pudor. Muitas vezes a mãe não dá a devida importância para isso – mas a verdade é que a criança em formação necessita de padrões muito rígidos, e o mais curioso é que elas cobram isto!

Experimente a mãe dar ordens de que não se pode usar decote: a filha em aprendizado será mais rigorosa que o Guia Mariano da Modéstia! Lembro-me de uma vez ter usado um vestido com mangas até os cotovelos, mas que tinha um botão um pouco mal feito, de modo que ficava um pequeno buraco mostrando a minha pele nesta parte do braço. Pois bem: a filha de uma amiga minha, de apenas 5 anos,deu-me o seguinte conselho, enquanto tentava esconder o buraco: “você tem que mandar costurar isto“.  Formai as filhas na modéstia com tamanho rigor, e Nossa Senhora terá orgulho imenso!

Detalhe aqui:

A anágua decorada pode deixar suas peças com um toque gracioso, recuperar saias e vestidos fora do padrão e ser uma boa aliada no guarda-roupa. Só não faça dela “A” solução para comprar as roupas em loja, pois como todas nós sabemos, as saias e vestidos das lojas têm sempre um padrão abaixo da modéstia mariana – e ninguém quer sair usando anáguas decoradas com TODAS as roupas que têm.

Façam bom uso e aproveitem as dicas.

Salve Maria Santíssima!