Vestido clássico estampado

Salve Maria!  

Este modelo de vestido está bonito e modesto, excelente para ser copiado para ocasiões especiais, como festas, casamentos, formatura, Natal… um clássico que lembra os anos 50! 

Pode ser feito de cetim, seda, ou tecidos finos semelhantes. Note as mangas, que cobrem os cotovelos, e o decote alto. O “cinto”, marcando a cintura, faz parte da costura.

As pregas, tal como foram feitas, dão balanço ao vestido, sem inchá-lo. Particularmente, gosto muito do efeito que elas dão à peça.

Muito feminino!

Dois vestidos [modelo godê] de inverno

Salve Maria!

Para enfrentar o frio – particularmente em alguns lugares do país – nada como vestidos modestos e quentinhos… inspire-se nestes dois para encomendar o seu vestido de inverno!

Estes vestidos estão lindos. Você pode fazê-los de lã fria ou lã extrafina, algodão, linho… ambos têm esta “prega” bem no meio da cintura, com um godê bastante volumoso – um godê duplo na saia. Mangas que cobrem os cotovelos e anáguas…

Na minha lista!

Fiquem com Deus!

Se eu montasse um guarda-roupa inspirado na década de 40…

Salve Maria, moças!

Uma das coisas mais divertidas de se ter um blog de modéstia é ficar montando guarda-roupas imaginários, de acordo com o tema que estou escrevendo no momento. O que eu gostaria de vestir de eu vivesse nos anos 50? Se eu estivesse começando hoje a mudar para Nossa Senhora? O que eu vestiria se eu tivesse 16 anos? E se eu precisasse ir numa festa?

Uma parte desses guarda-roupas também vem de perguntas e sugestões… e eu acabo pesquisando e guardando um monte de coisa no meu computador! Se eu não posto tudo é realmente por falta de tempo…

Este aqui é meu guarda-roupa inspirado nos anos 40! Gostaria de abrir meu armário e ter estas peças à disposição – mas como eu não sou rica nem nada, ficaria muito feliz se pelo menos pudesse mandar fazer 3 peças [vou aumentar esse número quando eu mesma estiver costurando]. É claro que eu também gostaria de ter vestidos inspirados em outras décadas, e muitas outras peças da “atualidade” [porém, modestas]. Por isso, os posts acabam me ajudando a decidir o que eu vou querer de verdade – como se sabe, não se pode ter tudo!

Eis meu singelo guarda-roupa 40’s:

O vestido da esquerda é de renda mais fechadinha e é forrado, e seria o meu vestido de festa – caso eu tivesse alguma ocasião especial. Claro que o meu vestido seria super modesto, não seria justo e as mangas seriam um pouco maiores.

O vestido da direita é o do “cotidiano”, e eu faria o mercado de casa com ele, entre outros afazeres!

Vestido da esquerda: este seria o meu vestido de missa. Não está adorável? Combina perfeitamente: é lindo, discreto, de mangas longas, modesto, leve [é de crepe]… penso seriamente em fazer um modelo assim para usar aos Domingos.

À direita você vê o meu vestido de passeio. Quando meu marido e eu fôssemos sair para algum lugar, esta seria a minha escolha. É de algodão, estilo camponesa, com este delicado bordado… 

Para dar aulas, eu escolheria este vestido verde e branco: o corte dele está muito elegante; ficaria muito bom com um cinto fino preto, o que o deixaria mais formal.

O vestido bege com fita de cetim é a minha escolha para festas de família, como o Natal, aniversários, etc. Gostei muito do modelo, principalmente das mangas! Não está lindo para que eu pose nas fotos?

Mas, você deve estar se perguntando… o que poderia combinar com estes belos vestidos? Que sapatos e acessórios? Bem, nos meus sonhos, gostaria de ter alguns destes modelos de sapatos à minha disposição:

Quantos aos acessórios, penso em fazer cachos nos meus cabelos [que já são naturalmente cacheados] tal como o tutorial que saiu esta semana. Mas como não é possível usar os chapéus da década de 40, penso em usar tiaras e alguns enfeites discretos. Eis agumas idéias:

Usando saias, eu faria algumas escolhas simples, que fossem confortáveis e serivissem para diversas ocasiões. Eis algumas de minhas escolhas:

 

Este conjunto está muito bom para usarmos durante a semana… eu costumava me vestir assim para ir à faculdade. Creio que moças na mesma situação possam igualmente aproveitar conjuntinhos como este!

Opções de blusas:

É possível fazer muitas combinações tendo estas no armário. Como estamos em época de frio, e nos anos 40 se costumava usar muitos casaquinhos, estes são os que gostaria de ter:

 E as opções de saias:

Gostaria de ter os seguintes acessórios:

A primeira bolsa é a minha bolsa de sair, que eu usaria com minhas roupas de missa, e também para dar aulas no colégio.

Depois, você vê o meu lindo echarpe com bolinhas vermelhas… amei a cor!

Embaixo e à esquerda, é o meu lindo xale de renda, belíssimo para quando eu for à missa dominical, por exemplo.

Ao lado, a minha bolsa de passeio!

O que acharam das minhas escolhas? É este o meu guarda-roupa inspirado nos anos 40 – e a verdade é que eu estou inspirada por estas peças, e planejo algumas para meu guarda-roupa de verdade!

Fiquem com Deus!

Vestido Maxi: a minha escolha!

Salve Maria!

Há um tempo eu procuro um modelo de vestido “Maxi” que me agradasse [e fosse modesto], mas não encontrava. Mas este me agradou, e por isso vou dividir com vocês: encontrando um tecido vou mandar fazer na costureira! Este é feito de tecido poliéster [isto é, de fibra artificial, ao contrário do algodão ou do linho, que são fibras naturais]. Ficaria bom de seda artificial [como rayon ou viscose], xantungue, crepe da china, crepe georgette.

Vejam o modelo:

Achei ele simples, discreto, modesto e… arrumado! Justamente o que eu procurava para um vestido longo! Moças, sejam muito criteriosas e delicadas na escolha da estampa: nada de flores grandes demais, nem formas geométricas, nem cores florescentes. Quanto aos tons pastéis, delicados, flores miúdas, bolinhas: estes combinam bem com tal modelo.  Creio que fazê-lo liso é uma possibilidade que requer um tom muito bem escolhido para o vestido não ficar pesado. Neste caso, eu faria de linho tingido, pois este tecido tende à sobriedade. 

Veja todos os detalhes aqui, caso você decida copiá-lo também:

Um pequeno detalhe que ajuda a dar mais forma ao modelo: o que é muito importante num vestido longo.

A cintura marcada ajusta o modelo no corpo. Percebam que o elástico não é grudado com o busto: observem isso, pois desta forma é mais modesto. Quando a cintura é alta demais, tende a evidenciar o busto, o que é reprovável. [Se seu busto é volumoso, basta diminuir a largura deste detalhe, de modo que ele comece mais ou menos onde a mão da modelo está apoiada na cintura]

Costas:

Detalhe mais de perto:

Os  botões ficaram uma gracinha! Espero logo poder providenciar o meu vestido maxi!

Fiquem com Deus!

Quero este vestido!

Quero este vestido [embora eu fizesse bege ou cinza] para usar com echarpes, exatamente como na foto. E com uma sapatilha! Está um bom modelo para fazer na costureira: é simples e modesto!

Mais uma idéia para a sua lista!

Você pode fazer de: linho [para um caimento semelhante], tricoline 100% algodão, cambraia 100% algodão, cashemere [para um vestido mais quentinho, de inverno, pois é uma lã macia e fina].

Salve Maria!

Vestido clássico [da semana indo à costureira]

Este vestido saiu na Semana Indo à Costureira, e como eu disse, está definitivamente na minha lista!

Ocorre que agora encontrei uma imagem maior do mesmo, além do próprio modelo sozinho, e não poderia deixar de dividir com todas vocês: fica bem mais fácil copiá-lo, e ele é realmente uma gracinha. Para quem está grávida, vejo também uma grande utilidade: soltinho, ele pode ser usado nos primeiros meses de gestação, ou feito de maneira que dure até mais!

Sugestões de tecido: chiffon, chiffon de seda… com uma combinação por baixo, certo? Para não ficar transparente! E usado com meias finas ficou muito elegante!

O vestido sozinho:

Lindo! 

Podem copiar e encomendar na costureira! 

Blusa dos sonhos

Salve Maria!

Acho que todas nós aprendemos a ter saias e vestidos dos sonhos, já que estas são as peças que mais nos são estranhas no guarda-roupa, quando aderimos à modéstia… e portanto, são elas que ocupam todos os itens da nossa listinha! 

Mas hoje, depois de muito tempo sem usar calças, eu já me arrisco a ter blusas dos sonhos! Sim, blusas modestas, delicadas… afinal, se por um lado eu só usava calças, é bastante justo dizer que eu usava mais camisas do que blusas [para quem não sabe a diferença, camisas são aquelas que vem estampadas com qualquer coisa, no formato propaganda]…

Divido com vocês a minha blusa dos sonhos, modelo guardado para eu fazer um dia, quando estiver expert na costura… ou caso eu ache a costureira perfeita [boa não basta]! 

Quem quiser copiar, fique inteiramente à vontade:

Linda! E eu vou atrás desse tom de rosa… muito, muito meigo!

O detalhe das mangas dá um toque todo especial: guarde a dica para as suas!

 

Costas:

Aí está! Um lindo projeto para ser realizado numa ocasião especial – como um Natal não muito distante, eu espero!

E na sua lista? Já tem algumas peças separadas como aquelas incrivelmente especiais?

Assim espero! Paz!